Como escolher o melhor tratamento para queda de cabelo

Milhares de pessoas em diferentes partes do mundo sofrem com a queda de cabelo, e apesar dela ser mais observada nos homens, muitas mulheres também têm este problema. A queda de cabelo pode causar incômodo e baixa autoestima, em casos mais grave podendo influenciar até mesmo na depressão.

Cientificamente chamada de alopécia, a queda de cabelo pode ser causada por agressões externas aos fios capilares, ou então por doenças de diferentes tipos.

Como saber se precisamos de tratamento para a queda de cabelo?

Diariamente, muitas pessoas ficam preocupadas em saber se a quantidade de fios de cabelo que estão perdendo pode ser considerada normal. Para se ter uma ideia, perdemos cerca de 100 fios por dia. Isso acontece por causa do processo de desenvolvimento e crescimento dos fios capilares, visto que eles sempre se renovam.

Quando a queda de cabelo é causada por cosméticos, hormônios ou medicamentos, é preciso substituir ou interromper determinadas substâncias e ingredientes, para que assim o cabelo volte a crescer como antes, de forma saudável e natural.

Existem 2 tipos de queda de cabelo:

Cicatrial: Neste tipo, os fios perdidos não nascem novamente, por causa de algum dano no bulbo capilar.

Não cicatricial: Mesmo com a perda dos fios, o folículo capilar continua ativo, sendo possível promover o crescimento de fios novos mais tarde.

Tratamentos mais utilizados atualmente

Como já foi mencionado acima, é possível encontrar várias opções de tratamento e medicamento para combater a queda. Muitos procedimentos utilizam substâncias tópicas (o minoxidil, por exemplo) para estimular o crescimento dos fios. Há quem opte por produtos com ingredientes completamente naturais, com extratos potentes de plantas, e também há quem prefira o transplante capilar.

Um dos tratamentos que vem dando muito certo nos homens que aplicaram é o Sedonax. Caso você queira saber se o Sedonax funciona, acesse para ir direto ao site e entender como este suplemento está mudando a vida de milhares de homens.

As opções são muitas, e por causa disso a escolha por de ser difícil. No entanto, é preciso ser realista: os resultados não são milagrosos, e geralmente podem demorar algumas semanas e meses para aparecer. Dessa forma, é preciso ter paciência durante o tratamento e buscar manter a calma, porque há casos em que o estresse piora a queda.

Consulte um profissional

Se a queda de cabelo occore por causa de alguma doença ou por falta de vitamina, é muito importante consultar um médico, para que ele descubra o verdadeiro motivo desse problema, e prescreva um tratamento. Vale lembrar que uma dieta saudável, rica em vitaminas e minerais ajuda todo o corpo, pele e até mesmo os fios capilares. Também é possível encontrar suplementos para suprimir algum déficit e estimular o crescimento do cabelo.

Use produtos de qualidade

Aplicar produtos no couro cabeludo também pode trazer resultados muito positivos para os pacientes. O tratamento se dá pelo uso contínuo de produtos que ajudam a estimular o folículo capilar e desenvolver os fios. É importante ressaltar que a escolha de um produto de qualidade é essencial para conseguir os resultados desejados, então vale a pena passar alguns minutos – e até mesmo horas – pesquisando mais sobre os produtos disponíveis.

Transplante capilar

Há também o transplante capilar, uma alternativa mais cara, que consiste uma cirurgia para recolocar os fios do próprio paciente nas áreas afetadas pela calvície. Geralmente, este procedimento é realizado por homens já tentaram diferentes tipos de tratamentos e não obteram os resultados desejados. Entretando, o transplante capilar apenas pode ser feito caso o paciete tenha uma área doadora de fios que possibilite a recolocação nas áreas afetadas.

É muito importante pesquisar bem sobre as opções antes de começar os tratamentos. Por exemplo, caso prefira usar algum produto, busque saber se os produtos são de qualidade, originais, os comentários das pessoas que já usaram, entre outros. Isso vai evitar transtornos e até mesmo a chance de ter algum efeito colateral.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *